Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Maurren mantém hegemonia e Murer volta a perder para cubana

GP do Rio ainda contou com a conquista do índice olímpico para Rosângela Santos, Laila Ferrer e Diego Gomes

Gazeta | - Atualizada às

Foto: Getty Imagens Maurren Maggi, atual campeã olímpica do salto em distância, faturou o GP do Rio neste domingo

As duas maiores estrelas do Grande Prêmio Brasil tiveram sortes diferentes na manhã deste domingo, no Engenhão. Enquanto Maurren Maggi manteve a hegemonia no salto em distância com a medalha de ouro no Engenhão, Fabiana Murer voltou a perder da rival cubana Yarisley Silva e ficou com a prata no salto com vara.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Maurren garantiu o título no Rio de Janeiro com um salto de 6,69 m. A segunda colocação ficou com Keila Costa, que registrou 6,58 m e segue em busca do índice olímpico de 6,75 m para garantir presença em Londres. Em um pódio totalmente brasileiro, Eliane Martins, 6,53 m, terminou no terceiro posto.

Leia mais:  Revezamento da tocha começa com medalhista e voo de balão. Fotos

"Estou entre grandes competidoras e ganhar a medalha de ouro para mim está sendo ótimo", disse Maurren. Com mais três competições até Londres, ela quer se aproximar dos 7,00m. "Sei que tenho condições de saltar isso e sempre busco os 7,00m, porque garante medalha", apostou.

Veja quem são os brasileiros classificados para Londres

Foto: AE Mais uma vez, Fabiana Murer ficou atrás da cubana Yarisley Silva no salto com vara

No salto com vara, Yarisley Silva garantiu a medalha de ouro ao registrar 4,60m. Mais uma vez, Fabiana Murer ficou com a prata ao saltar 4,50m. Em um pódio idêntico ao do Grande Prêmio de São Paulo, Dailis Caballero, também cubana, assegurou o bronze com a marca de 4,40m.

Confira ainda:  Inspiradas por Maurren, meninas do revezamento querem medalha

"Até fui alto, mas caí em cima do sarrafo. Tenho condição de saltar alto, mas ainda preciso acertar algumas coisas. Gostei bem mais do que fiz em São Paulo e então saio mais contente", disse Murer, que também tem outras três competições no calendário até Londres.

Foto: Divulgação Ronald Julião bateu o recorde brasileiro no lançamento de disco


Rosângela Santos, Laila Ferrer e Diego Gomes conquistam índice para Londres
A velocista brasileira fez o tempo de 11s21 nos 100 m e ficou um centésimo abaixo da marca exigida pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) para ir aos Jogos de Londres, com isso garantiu presença nas Olimpíadas. Outra brasileira que conseguiu índice foi Laila Ferrer no lançamento de dardo. A atleta atingiu a marca de 60m21 e superou os 59m75, exigido pela CBAt . Já Diego Gomes fez 1min45min62 nos 800 m e atingiu o índice B para Londres.

Espírito Olímpico: Rio de Janeiro celebra novas vagas no atletismo

Já Ronald Julião, que já tinha o índice B para a competição no lançamento de disco, lançou para 65,41 m, bateu o recorde brasileiro e fez o índice A para os Jogos.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG