Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dilma recebe atletas olímpicos e diz que estará em Londres

Presidente participou de cerimônia no Palácio com 70 integrantes da delegação brasileira que participarão dos Jogos Olímpicos

iG São Paulo |

A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, recebeu nesta sexta-feira os atletas que irão defender o país em Londres. Entre atletas, técnicos e eventos, 70 integrantes da delegação brasileira estiverem presentes em Brasília. Durante o evento, ela aproveitou para assegurar a presença na cerimônia de abertura, que acontecerá no dia 27 de julho no estádio Olímpico.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores 

Gazeta Press
Dilma Rousseff recebeu vários atletas brasileiros que representarão o país em Londres

Dilma tirou fotos e conversou com os atletas, além de ganhar uma camisa usada pelo Time Brasil das mãos do presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Carlos Arthur Nuzman. “Estamos muito contentes com esta visita à presidente Dilma. Esse apoio motiva os atletas na busca por melhores resultados. A presidente é pé-quente e estará de novo com os atletas em Londres durante a competição”, reforçou o dirigente.

Leia mais: Sereias russas têm tudo para manter dinastia no nado sincronizado

Estiveram presentes no encontro as judocas Sarah Menezes e Rafaela Silva, Patrícia Freitas (vela), Lara Teixeira e Nayara Figueira (nado sincronizado), Rosangela Santos (atletismo) e a ginasta Adrian Gomes. A cerimônia no Palácio do Planalto contou ainda com a presença do ministro do Esporte, Aldo Rebelo; do Chefe da Missão Brasileira em Londres, Bernard Rajzman, do superintendente executivo de Esportes do COB, Marcus Vinícius Freire, e de presidentes de Confederações Brasileiras Olímpicas.

Blog Espírito Olímpico: Tudo sobre os Jogos de Londres

O Brasil levará para Londres cerca de 250 representantes. A meta do COB é conquistar um número total de medalhas próximo ao que foi conquistado em Pequim 2008 (15) e superar o número de finais olímpicas em relação a quatro anos.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG