Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco projeta Brasil com 18 medalhas e no top 15

Segundo estudo do Goldman Sachs, país pode ganhar em Londres o dobro de medalhas de ouro conquistadas nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008

iG São Paulo |

Agência Manga/Divulgação
Tricampeões mundiais nesta temporada, Robert Scheidt e Bruno Prada são favoritos ao ouro em Londres

O banco norte-americano Goldman Sachs divulgou nesta quarta-feira uma projeção muito animadora para o esporte brasileiro. Se a estimativa da instituição financeira se confirmar, o país vai amealhar 18 medalhas nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e concluir a competição com o melhor desempenho da história.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Em Pequim 2008, o Brasil obteve 15 medalhas e terminou os Jogos na 23ª posição do ranking de medalhas. O país conquistou três ouros na China, metade do que o Goldman Sachs projeta para este ano.

Leia mais: Pela primeira vez na história, mulheres serão maioria em delegação dos Estados Unidos

O exercício do Goldman Sachs é baseado em um cálculo que considera uma série de fatores. Os indicativos que alicerçam o estudo vão de potencial econômico a desempenho dos atletas nos últimos anos.

Veja também: Rússia estabelece meta de 25 ouros para os Jogos de Londres

Com base nesses atributos, aliás, o Goldman Sachs prevê que os Estados Unidos serão os líderes do ranking de medalhas em 2012. O país foi ultrapassado pela China em 2008, mas o banco projeta uma reviravolta.

Confira infográfico com os atletas que vão brilhar em Londres

A estimativa do Goldman Sachs é que os Estados Unidos ganharão 108 medalhas em Londres, com um total de 37 ouros. A China será o segundo país do ranking, com 98 medalhas e 33 de ouro.

Acompanhe muito mais sobre esportes olímpicos no blog Espírito Olímpico

O banco projeta que os donos da casa ficarão com o terceiro lugar do pódio geral. A estimativa é que os britânicos levem 65 medalhas, com um total de 30 ouros.

Leia tudo sobre: Robert ScheidtVelaBrasilLondres 2012Estados UnidosChinaGrã-Bretanha

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG