Velocista americana é pega no antidoping e está fora dos Jogos

Debbie Dunn, que iria correr o revezamento 4x400 m rasos, foi flagrada por uso de esteroide anabolizante

iG São Paulo |

A corredora americana Debbie Dunn, campeã mundial indoor em 2010 nos 400 m rasos, foi flagrada no exame antidoping por uso de esteroide anabolizante e não disputará as Olimpíadas de Londres , que começam no dia 27.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Getty Images
Debbie Dunn foi flagrada em exame antidoping por ter usado esteróides anabolizantes

O exame positivo de Dunn foi realizado durante a seletiva dos Estados Unidos, no mês passado. Mesmo antes de analisar a amostra B, Dunn decidiu se retirar do revezamento 4x400 m rasos, única prova que disputaria em Londres.

"Fui informada pela agência antidoping dos Estados Unidos de que meu exame detectou quantidade elevada de testosterona. Enquanto tento resolver isso, prefiro perder minha vaga na equipe que vai às Olimpíadas porque não quero que esse problema atrapalhe a concentração das minhas companheiras", disse a atleta, de 34 anos.

Leia também: Jogos de Londres terão o maior controle antidoping da história

O chefe executivo da USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos), Travis Tygart, confirmou que a urina de Dunn continha excesso de testosterona. "Ela decidiu se retirar voluntariamente da equipe. Estamos analisando a amostra B e, até que se prove o uso da substância proibida, Dunn é inocente".

Acompanhe muito mais sobre esportes olímpicos no blog Espírito Olímpico

A federação de atletismo dos EUA ainda não decidiu se chamará outra atleta para substituir Dunn. O time já tem duas reservas na prova e por isso pode optar por ficar com apenas uma reserva em Londres. Os Estados Unidos são hegemônicos nos 4x400 m feminino. Desde as Olimpíadas de Barcelona, em 1992, as americanas levam a medalha de ouro nessa prova.

Leia tudo sobre: Londres 2012Debbie DunnAtletismoEstados UnidosEUAUSA

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG