Estrategista, Sarah Menezes credita medalha de ouro à força mental

Judoca afirmou que foi sua cabeça que fez a diferença ao longo da competição em Londres

Marcelo Laguna e Rodrigo Farah - enviados IG a Londres | - Atualizada às

A campeã olímpica Sarah Menezes não teve dúvidas ao escolher o principal motivo que a levou ao lugar mais alto pódio em Londres . De acordo com a atleta de 22 anos, a medalha de ouro deste sábado foi conquistada graças à sua força mental e ao poder de concentração ao longo do torneio.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores


“Consegui lutar raciocinando e essa foi a diferença. Para cada adversária eu tinha uma estratégia diferente e consegui fazer tudo o que eu planejei”, comentou a atleta após exaltar o trabalho feito com sua psicóloga, Luciana.

Leia mais: Sarah Menezes faz história e fatura primeiro ouro feminino do judô

“Desde quando entrei na Vila me senti muito bem. Segurei a emoção e dormi à noite tranquila. Quando chegou a hora da competição, me senti muito bem. Pensei em luta por luta para chegar ao ouro. Treinar todas treinam, mas esse lado da cabeça é o que faz a diferença”, completou.

Veja ainda: Após o ouro, Sarah espera facilitar caminho de brasileiros e mudar de vida

EFE
Ainda no chão, brasileira comemora vitória e medalha de ouro no judô

Apesar dos 22 anos, Sarah já possui grande experiência internacional, tendo disputado, inclusive, as Olimpíadas de Pequim 2008. Tanto, que ela chegou em Londres como cabeça de chave número 2 e como uma das favoritas ao pódio.

Confira ainda: Japoneses fecham o primeiro dia do judô em Londres sem medalha de ouro

Ao todo, Sarah Menezes precisou de cinco vitórias para chegar à conquista do ouro. Em suas três primeiras lutas, ela teve mais dificuldades e só venceu pela pontuação mínima (yuko). Já na semifinal e final, a brasileira se soltou e dominou amplamente suas adversárias.

Saiba mais: Kitadai conquista o bronze e fatura a primeira medalha do Brasil em Londres

“Quando vi a japonesa perdendo fiquei muito animada. Esse foi o momento mais difícil para mim, pois foi bem em cima da minha luta e tinha que me controlar”, revelou Sarah, citando Fukumi Tomoko, primeira colocada do ranking mundial até este sábado.

Leia tudo sobre: Sarah MenezesBrasiljudôlondres 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG