Para Bellucci, eliminação para Tsonga em Londres 2012 ocorreu por detalhes

Tenista brasileiro lamentou que não tenha tido chance diante do poderoso saque do tenista francês

Marcelo Laguna e Rodrigo Farah, enviados iG a Londres |

Elise Amendola/AP
Brasileiro Thomaz Bellucci rebate bola na partida contra francês Tsonga

A participação de Thomaz Bellucci no torneio de tênis dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 foi idêntica a de Pequim 2008: eliminação na primeira rodada. mas a derrota deste domingo para o frâncês Jo-Wilfried Tsonga , de virada, trará certamente melhores lembranças ao brasileiro. Para Belluccci, desta vez ele conseguiu mostrar um jogo mais consistente, porém acabou caindo diante de detalhes.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Acho que a partida foi muito parelha, porém acabou sendo decidida nos detalhes. Foi disputado do primeiro ao último game, mas o saque dele fez uma grande diferença. É bastante complicado tentar pegar uma bola de um cara que saca a mais de 200 km/h numa quadra rápida dessas", disse Bellucci. No terceiro e decisivo set, Tsonga resolveu soltar o braço e consegiu cravar dois serviços a 210 km/h.

O brasileiro, para complicar, ainda precisou superar um outro desafio, além do poderoso saque do francês. Ele jogou o tempo todo com dores no joelho esquerdo, graças a uma queda sofrida na partida de duplas com André Sá no dia anterior. "Mas não irei usar isso como desculpa, eu iria jogar de qualquer maneira. O grande problema é que este saque dele acaba pressionando o adversário e eu errei bolas que não costumo errar normalmente", explicou o brasileiro.

Veja também:  Bellucci leva virada de Tsonga e está eliminado das Olimpíadas

A partida representou ainda para o brasileiro sua segunda experiência em jogar na tradicional quadra central de Wimbledon no mesmo ano. Há um mês, durante o Grand Slam realizado em Londres, Bellucci encarou o espanhol Rafael Nadal. A experiência de ter disputado dois torneios importantes no mesmo local traz sensações fortes, segundo o brasileiro.

Leia também:  Sharapova estreia em Olimpíadas com vitória fácil

"Aquela contra o Nadal foi a minha primeira chance na quadra central e em um torneio de muita tradição. Aqui também é algo especial, a sensação de disputar as Olimpíadas e tentar ganhar uma medalha para o seu país é algo que mexe com você", afirmou.

Acompanhe o blog de Paulo Cleto e saiba tudo sobre o tênis

Se conseguir garantir seu lugar na equipe brasileira que disputará os Jogos de 2016, no Rio de Janeiro é um projeto possível de ser realizado, Thomaz Bellucci já não demonstra a mesma confiança de que terá a opoprtunidade de jogar em casa com seu piso preferido, o saibro. A eliminação em Pequim ocorreu em quadra rápida, enquanto que em Wimbledon foi na grama. "Olha, sinceramente, não acho que a minha opinião vai ter peso algum nisso, acho que vai ser na quadra rápida mesmo", brincou o brasileiro.

Leia tudo sobre: TênisBrasilThomaz BellucciJo-Wilfried TsongaLondres 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG