Após polêmica, judoca saudita é liberada para competir com véu islâmico

Wojdan Ali Seraj, que tinha dito que não participaria dos Jogos sem o traje, chegou a um acordo com a Federação Internacional de judô

iG São Paulo |

A polêmica envolvendo a judoca saudita Wojdan Ali Seraj foi encerrada. A atleta, que compete na categoria pesado (acima de 78 kg), recebeu o aval para disputar os Jogos Olímpicos com um modelo de véu islâmico.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Segundo o pai de  Wodjan, ela iria se retirar da competição em Londres se não lhe permitirem usar o traje islâmico durante seus combates.

Leia mais: Judoca saudita ameaça não participar das Olimpíadas sem véu islâmico

"As partes concordaram esta tarde com o véu e ela competirá... concordaram com um modelo e ela lutará usando-o", disse Razan Baker, a porta-voz do Comitê Olímpico Nacional Saudita. "Ela lutará", confirmou o porta-voz da IJF (Federação Internacional de Judô), Nicolas Messner, recusando-se a dar maiores detalhes.

Confira ainda: Leandro Guilheiro perde de americano e dá adeus à chance do ouro

A presença da judoca é um grande marco para os Jogos Olímpicos. Wojdan Shaherkani treinava escondida a modalidade, já que as mulheres não tinham a permissão de praticar o esporte no país de origem. A Arábia Saudita terá representantes do sexo feminino pela primeira vez.

Leia tudo sobre: Wojdan Ali Serajarábia sauditajudôlondres 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG