Brasil encontra dificuldades, mas supera mau início e vence Grã-Bretanha

Após ter feito apenas quatro pontos no primeiro quarto, seleção masculina de basquete se recupera e conquista segunda vitória

Rodrigo Farah - enviado iG a Londres | - Atualizada às

A seleção masculina de basquete do Brasil teve muita dificuldade contra a Grã-Bretanha nesta terça-feira, especialmente no primeiro quarto, quando anotou apenas quatro pontos. Mas no fim, se recuperou e conseguiu sair de quadra com a segunda vitória nos Jogos Olímpicos de Londres ao bater os donos da casa por 67 a 62.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O resultado deixa o Brasil ao lado de Espanha e Rússia na liderança do Grupo B. As três seleções venceram os dois jogos que disputaram até o momento na competição. A Grã-Bretanha, por sua vez, segue sem ganhar, a exemplo de Austrália e China.

Leia mais sobre basquete no blog do Fábio Sormani

O triunfo do Brasil foi comandado por dois jogadores que tiveram sucesso quando atuaram juntos na Espanha. O pivô Tiago Splitter foi o cestinha do jogo com 21 pontos e ainda pegou seis rebotes. Já o armador Marcelinho Huertas anotou 13 pontos e distribuiu oito assistências.

Veja o que esperar de cada uma das 12 seleções que disputam o basquete masculino

Na Grã-Bretanha, Pops Mensah-Bonsu foi quem mais se destacou ao contabilizar 13 pontos e 12 rebotes. Nate Reinking também fez 13 pontos. Já o principal jogador da seleção local, o ala Luol Deng, teve 12 pontos, oito rebotes e sete assistências.

No começo do jogo, o Brasil abriu 4 a 0 e deu indícios de que rapidamente deslancharia no placar, mas não foi isso o que aconteceu. O time simplesmente parou de produzir ofensivamente nos minutos seguintes, tanto que terminou o primeiro quarto sem fazer mais nenhuma cesta e com aproveitamento de apenas dois arremessos acertados em 20 tentados.

Confira ainda: Rivais do Brasil no Grupo B, Espanha e Rússia vencem a segunda

A torcida local se animou bastante com a vantagem de sete pontos da Grã-Bretanha no quarto inicial, mas ficou calada no período seguinte, quando o Brasil ajustou o ataque e passou a pontuar com mais frequência. Aos poucos, os brasileiros foram encostando no marcador e empataram a partida 40 segundos antes do intervalo, graças a um roubo de bola seguido de uma bandeja de Larry Taylor.

A partir da segunda metade, as equipes se revezaram bastante na liderança do marcador. O Brasil chegou a abrir sete pontos no início do último quarto, quando Anderson Varejão aproveitou a assistência de Marquinhos e fez a cesta dentro do garrafão. Mas quando parecia que a seleção comandada por Rubén Magnano abriria distância segura e sacramentaria a vitória, os britânicos encaixaram oito pontos seguidos em apenas dois minutos e voltaram a passar à frente.

E mais:  Espanhol corta a cabeça em choque com fotógrafo

Magnano pediu um tempo quando faltavam quatro minutos. Naquele momento, o Brasil perdia por 57 a 56. A conversa com o treinador deu resultado, pois o time voltou à quadra e marcou sete pontos consecutivos. Desta vez, os britânicos não conseguiram reagir.

O próximo jogo da seleção brasileira será na quinta-feira contra a Rússia, que também tem duas vitórias na competição. No mesmo dia, a Grã-Bretanha encara a Espanha.

Leia tudo sobre: BrasilBasqueteBasquete MasculinoLondres 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG