Sem medalha, Guilheiro assume a responsabilidade: “Derrota foi no tatame”

Número 1 do mundo, judoca destaca individualismo da modalidade e põe sobre seus ombros o fardo de deixar Londres sem medalha

Rodrigo Farah - enviado iG a Londres | - Atualizada às

Não teve choro, nem desabafo, muito menos crítica à arbitragem. O judoca Leandro Guilheiro assumiu sozinho a responsabilidade pelas duas derrotas que o deixaram sem medalha nos Jogos Olímpicos de Londres . O brasileiro, número 1 do mundo, destacou o individualismo de sua modalidade e disse que, por melhor que tenha sido a preparação, ela não foi o bastante para levá-lo ao pódio.

O que você achou da eliminação de Leandro Guilheiro? Comente

Reuters
Guilheiro (branco) em ação nos Jogos de Londres

“A derrota foi dentro do tatame, não tem nenhuma explicação metafísica. Saio tranquilo, pois fiz tudo o que podia. Não fui negligente nos treinos, me entreguei ao máximo e fiz a melhor preparação que eu podia”, declarou o brasileiro logo após perder para o japonês Takahiro Nakai, luta que poderia dar-lhe a chance de brigar pelo bronze.

Leia mais: Sem Leandro Guilheiro, sul-coreano conquista medalha de ouro

Antes de cair frente ao japonês, Guilheiro deixou a briga pelo ouro ao ser derrotado pelo norte-americano Travis Stevens. Sofreu com a defesa dos dois adversários e não conseguiu encaixar seus golpes. “Eles (os adversários) não me deixaram chegar”, analisou.

Com a eliminação de Guilheiro, o judô brasileiro ainda vive das duas medalhas obtidas no primeiro dia, ouro com Sarah Menezes e bronze com Felipe Kitadai. “O fato de eles terem ganhado medalhas não atrapalha, só ajuda. Mas a realidade é que o judô é um esporte individual. Cada um tem a sua história”, disse o judoca e Suzano, no interior de São Paulo.

Chateado, porém realista, Guilheiro diz que ainda fará uma nova tentativa daqui a quatro anos, nos Jogos do Rio de Janeiro. “Minha história não termina aqui. Não vai ser esta derrota, por mais significativa que seja, que vai me fazer acabar com tudo”, afirmou.

Leia tudo sobre: londres 2012judôleandro guilheirobrasil

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG