Scheidt vive dia de frustração e alegria com a medalha de bronze

Iatista lamenta perda do ouro, mas comemora ter se tornado o primeiro brasileiro a ter subido no pódio em cinco edições seguidas de Jogos Olímpicos

iG São Paulo |

EFE
Scheidt e Prada não foram bem nesta segunda e caíram para a quarta posição

Um misto de frustração e alegria viveu o iatista brasileiro Robert Scheidt, neste domingo. Frustração por ter perdido a medalha de ouro na classe Star ao lado de Bruno Prada, e alegria por ter se tornado o primeiro brasileiro a subir no pódio em cinco edições seguidas de Olimpíadas.

Leia também: Scheidt e Prada ficam com a medalha de bronze

Com o bronze, Scheidt soma cinco medalhas - já tinha dois ouros pela classe Laser, em Atlanta 1996 e Atenas 2004, e duas pratas, uma pela Laser, em Sydney 2000, e outra na Star, em Pequim 2008. O também iatista Torben Grael soma cinco medalhas, mas não de forma seguida - tem duas de ouro e três de bronze.

E mais: Serena fatura mais um ouro e sai de Londres com feito inédito 

"Vivi sensações diversas. Me sinto um pouco frustrado por não ter conquistado o ouro. Fizemos algumas escolhas no início da regata e elas acabaram não dando certo. Mas foi uma grande conquista, saio de cabeça erguida", disse Scheidt.

A expectativa agora é para a permanência da classe Star no programa olímpico. Em princípio, a classe foi retirada dos Jogos do Rio 2016, mas uma reunião em novembro vai dar o veredito final.  "O COB (Comitê Olímpico Internacional) tem interesse que a classe permaneça no programa. Vamos deixar para eles resolverem, mas vamos ajudar no que for preciso", disse Bruno.

Leia tudo sobre: VelaBrasilRobert ScheidtBruno PradaLondres 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG