Arthur Zanetti conquista o ouro, a primeira medalha da ginástica do Brasil

Paulista de São Caetano fica com o primeiro lugar na final das argolas, nas Olimpíadas de Londres 2012

Marcelo Laguna - enviado iG a Londres | - Atualizada às

Com oito anos de atraso, a ginástica artística do Brasil conquistou sua primeira medalha olímpica, e, melhor ainda, de ouro. Arthur Zanetti, de 22 anos, confirmou a condição de favorito e ficou com a nota de 15.900 na final das argolas, nesta segunda-feira, nos Jogos de Londres.

Comente a medalha inédita de Arthur Zanetti nas argolas!

Zanetti beija medalha de ouro em Londres. Foto: APBrasileiro Arthur Zanetti no lugar mais alto do pódio na final das argolas. Foto: Ronald Martinez/Getty ImagesBrasileiro no lugar mais alto do pódio ao lado de chinês e italiano. Foto: AFPZanetti comemora conquista com seu treinador, Marcos Goto. Foto: Ronald Martinez/Getty ImagesZanetti comemora ouro exibindo a bandeira do Brasil. Foto: Getty ImagesZanetti bandeira. Foto: Getty ImagesO primeiro medalhista da ginástica brasileira nos Jogos em sua apresentação nesta segunda. Foto: Getty ImagesZanetti sai das argolas para finalizar a sua apresentação de ouro nas Olimpíadas. Foto: ReutersSérgio Sasaki e Arthur Zanetti na Vila Olímpica. Foto: Valterci Santos/AGIF/COBArthur Zanetti na apresentação que lhe rendeu o ouro nas argolas no Pré-Olímpico. Foto: AFPZanetti foi medalhista de prata no Pan de Guadalajara. Foto: APZanetti conquistou a primeira medalha nas argolas do Brasil em Pans. Foto: APArthur Zanetti foi vice-campeão mundial das argolas. Foto: AFPArthur Zanetti compete na Eslovênia como preparação para as Olimpíadas. Foto: Ricardo Bufolin/divulgação

Antes de Zanetti, Daiane dos Santos falhou nos Jogos de Atenas 2004, no solo, quando terminou na quinta colocação, e Diego Hypólito, no mesmo aparelho, sucumbiu em Pequim 2008, terminando em sexto lugar. Dessa vez, o vice-campeão mundial do aparelho em 2011 fez bonito. A prata ficou com o chinês Chen Yibing, atual campeão olímpico, com a nota de 15.800 pontos. O italiano Matteo Morandi levou a medalha de bronze, com 15.733.

Leia também: Com medalha no peito, Zanetti ainda se esforça para assimilar feito

 A nota final da ginástica artística é a soma de duas pontuações: o nível de difculdade da série do ginasta e a excecução. Zanetti fez uma série de dificuldade 6.8 e, partindo de 10 em execução, tirou 9.100. Na soma, ficou com 15.900.

E mais: Conquista de ginasta é festejada por atleta e famosos no Twitter

A final marcou a despedida do ginasta búlgaro Iordan Iovtchev, de 39 anos. Atual presidente da federação do seu país, Iovtchev terminou na sétima colocação, em sua sexta participação olímpica.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG