Decisão do futebol tem público recorde, mas pouca animação no Wembley

Vitória do México contra o Brasil teve 86.126 fãs e foi o evento com maior presença do público nos Jogos de Londres

Pedro Carvalho e Rodrigo Farah - enviados iG a Londres | - Atualizada às

AFP
O lendário estádio de Wembley ficou lotado na final do futebol masculino

Esqueça as corridas de Usain Bolt e as exibições da seleção de basquete dos Estados Unidos. O evento de maior público das Olimpíadas de Londres foi mesmo a final do futebol masculino entre Brasil e México. Ao todo, 86.126 torcedores encheram as arquibancadas do estádio Wembley, superando qualquer outra disputa dos Jogos. Ainda assim, a derrota da equipe verde-amarela por 2 a 1 contou com pouca animação e gritos contidos dos fãs.

Vale ressaltar que o Wembley era a praça desportiva com maior capacidade das Olimpíadas (o Estádio Olímpico pode receber até 80 mil pessoas, dez mil a menos que o palco da final do futebol). Entretanto, a maioria dos lugares só foi preenchida momentos antes do apito inicial, o que deu a impressão de que a final poderia não contar com as arquibancadas lotadas.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A maioria da torcida era formada por aficionados da seleção brasileira. Antes da partida, o ânimo nos arredores do estádio era contagiante, com direito a samba e até mesmo certo clima de “já ganhou” por parte dos aficionados do time canarinho.

O problema foi o gol relâmpago de Peralta com 30 segundos de jogo, o mais rápido da história das Olimpíadas. O lance esfriou toda a animação de grande parte dos brasileiros presentes no estádio, que se limitavam às manifestações nos lances de perigo. O número de “olas”, por exemplo, foi inferior ao de todos os outros jogos da seleção.

Leia mais: Brasil sofre gol mais rápido da história olímpica e fica com a prata no futebol

Atrás no placar durante todo o confronto, os fãs verde-amarelos mostraram muita apreensão e não fizeram a habitual festa de outros duelos. Somente a partir do segundo tempo, quando o Brasil aumentou a pressão em busca do empate, a torcida brasileira passou a berrar mais.

Os mexicanos, por outro lado, estavam presentes em número inferior. Mas ainda assim fizeram o máximo de barulho que podiam, com direito ao tradicional grito de “puto” nas cobranças de tiro de meta do goleiro Gabriel.

Quando o México ampliou o marcador na etapa final, os torcedores do time tricolor voltaram a superar os brasileiros, que só voltaram a se manifestar com o gol de Hulk aos 45min. Porém, ai já era tarde para que as manifestações da arquibancada empurrassem a seleção de Mano Menezes. Festa mexicana no Wembley.

Mexicanos vibram durante a entrega da medalha de ouro. Foto: AFPNeymar, Hulk e Oscar durante a cerimônia de entrega das medalhas. Foto: Getty ImagesJogadores do Brasil durante a entrega das medalhas. Foto: AFPJogadores mexicanos celebram o gol no primeiro minuto do jogo. Foto: AFPMano Menezes lamenta após o Brasil sofrer o segundo gol. Foto: AFPRafael discute com o zagueiro Juan após o segundo gol do México. Foto: AFPApós Neymar sofrer falta, Oscar levanta o atacante. Foto: AFPNeymar mergulha no lendário estádio de Wembley. Foto: AFPJose Corona pula para afastar o perigo e acerta Neymar. Foto: AFPO México também marcou um gol que foi anulado por impedimento. Foto: AFPPeralta chuta para abrir o placar no primeiro minuto do jogo. Foto: APJogadores do Brasil conversam antes do início da etapa final. Foto: AFPGoleiro Rafael não conseguiu evitar o gol do México. Foto: APPeralta comemora gol do México. Foto: AFPThiago Silva entra de carrinho para roubar a bola de Chavez. Foto: AFPAlex Sandro pula alto para cortar o perigo. Foto: AFPNeymar disputa a bola com Peralta. Foto: AFPO lendário estádio de Wembley ficou lotado na final do futebol masculino. Foto: AFPJuan e Fabian brigam pela bola. Foto: AFPAinda no primeiro tempo, Mano sacou Alex Sandro para a entrada de Hulk. Foto: AFPJogadores reservas e titulares do México comemoram o gol . Foto: AFPFoto oficial do time titular do Brasil antes do jogo. Foto: AP


Leia tudo sobre: Brasilfutebolwembleylondres 2012méxico

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG