Marílson termina em quinto na maratona e atletismo brasileiro volta sem medalha

Pela primeira vez desde os Jogos de Barcelona 1992, país não sobe no pódio na modalidade

Rodrigo Farah - enviado iG a Londres | - Atualizada às

Luca Bruno/AP
Stephen Kiprotich, de Uganda, conquista a medalha de ouro na maratona

Os três brasileiros que disputaram a maratona nas Olimpíadas de Londres, neste domingo, têm o que comemorar.  Marílson Gomes terminou a prova em quinto lugar, Paulo Roberto de Almeida foi o oitavo, e Franck Caldeira, o 13º. Porém, os bons resultados dos maratonistas não salvam a pior participação do atletismo brasileiro em Olimpíadas desde os Jogos de Barcelona 1992. Fazia 20 anos que o país não voltava sem medalha. Pior ainda, só conseguiu se classificar para finais em duas provas.

Leia também: Bolt rebate presidente do COI e pergunta o que falta para ser considerado lenda

A vitória na maratona ficou com Stephen Kiprotich, de Uganda, que completou os 42,195 km em 2h08min01. A medalha de prata foi para o queniano Abel Kirui (2h08min27) e o bronze para seu compatriota Wilson Kipsang (2h09min37). Marílson fez 2h11min10, Paulo, 2h12min17, e Franck, 2h13min35. Pela primeira vez na prova, o Brasil teve dois atletas entre os 10 primeiros colocados.

E mais: Rússia ganhe o bronze no basquete, e 'geração dourada' da Argentina fica sem medalha

Marílson e Franck se mantiveram no pelotão de frente da prova até o quilômetro 12. Franck, que chegou a liderar em alguns momentos, deixando o grupo para trás, acabou cansando e foi perdendo posições. Já Marílson se manteve na ponta.

Veja como está o quadro de medalhas

No quilômetro 12, o queniano Wilson Kipsang se afastou do grupo e liderou a prova até o quilômetro 27, quando seu compatriota Abel Kirui e Stephen Kiprotich, da Uganda, encostaram. Marílson era o quinto colocado, mas subiu uma posição depois de o etíope Ayele Abshero cansar.

Faltando cinco quilômetros para o final da prova, Kiprotich ultrapassou os quenianos e se manteve à frente até cruzar a linha de chegada. Marílson perdeu o quarto lugar para o norte-americano Mebrahtom Keflezighi, nos metros finais.

Corredores passam perto do Palácio de Buckingham, durante a maratona. Foto: Stu Foster/Getty ImagesAfricanos dominam o pódio da maratona das Olimpíadas de Londres. Foto: Michael Steele/Getty ImagesBrasileiro Marílson Gomes (à direita) foi ultrapassado por norte-americano Mebrahtom Keflezighi nos metros finais. Foto: Emilio Morenatti/APPúblico lotou o percurso da maratona para apoiar os corredores. Foto: Dan Kitwood/Getty ImagesMaratona passou por principais pontos turísticos de Londres. Foto: Getty ImagesQueniano Abel Kirui se emociona ao completar a maratona em segundo lugar. Foto: Michael Steele/Getty ImagesBrasileiro Paulo Roberto de Almeida completou a maratona na oitava colocação. Foto: Luca Bruno/APCorredores disputam a maratona nas Olimpíadas de Londres. Foto: Luca Bruno/APStephen Kiprotich, de Uganda, corre os metros finais da maratona para conquistar o ouro. Foto: Luca Bruno/APStephen Kiprotich, de Uganda, conquistou a medalha de ouro na maratona. Foto: Luca Bruno/AP


Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG