COI aprova naturalização britânica para campeã cubana

Ouro no Mundal indoor do salto triplo, Yamile Aldama poderá competir em Londres 2012 como atleta da Grã-Bretanha

EFE |

Getty Images
A atleta de origem cubana Yamile Aldama teve reconhecida pelo COI sua naturalização britânica
A atleta de origem cubana Yamile Aldama, nova campeã mundial indoor de salto triplo, recebeu nesta terça-feira a permissão do COI (Comitê Olímpico Internacional) para participar dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 como britânica, nacionalidade que obteve em janeiro de 2010. Será sua terceira participação em Jogos Olímpicos, ela que já disputou as Olimpíadas de Sydney 2000 e Atenas 2004.

Acompanhe as Olimpíadas de Londres no iG Esporte

Yamile, de 39 anos, foi campeã dos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg 1999 como cubana e já disputou provas de atletismo com outras duas nacionalidades: sudanesa e britânica. Como atleta de Cuba, ela participou das Olimpíadas de Sydney, em 2000, terminando a prova do salto triplo em quarto lugar. Em Atenas 2004, já representando o Sudão,  ficou em quinto lugar na mesma prova. Na semana passada, ela se tornou campeã de salto triplo no Mundial Indoor disputado em Istambul (Turquia).

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O COI concedeu também nacionalidade esportiva britânica ao ciclista de origem alemã Philip Hyndes, uma das grandes promessas mundiais da modalidade. Nos dois casos, as federações internacionais e os comitês olímpicos envolvidos aprovaram a medida.

Acompanhe o blog da Maurren Maggi

A decisão do COI coincide com a polêmica aberta no Reino Unido sobre as várias naturalizações de atletas procedentes de outros países. A imprensa local batizou-os como "britânicos de plástico", após revelar que havia quem desconhecesse a letra do hino nacional. O ministro do Esporte britânico, Hugh Robertson, teve de minimizar a polêmica, ao dizer que os atletas terão de seguir o procedimento normal de naturalização, sem qualquer tratamento especial apenas para buscar aumentar o quadro de medalhas do Reino Unido.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG